Itamari: Oposição diz que gestor abandonou a prefeitura; prefeito eleito venceu por diferença de 11 votos

0

Itamari: Oposição diz que gestor abandonou a prefeitura;  prefeito eleito venceu por diferença de 11 votos

Prefeito de Itamari, Kçulo
Localizada na região baixo sul da Bahia, a cidade de Itamari está sem prefeito. Quem afirma é o presidente do PCdoB no município, Dermival Souza. “Ontem [segunda] ele apareceu aqui com dois baús, pegou tudo e está morando em Jequié”, disse ao Bahia Notícias o comunista, ao se referir ao atual gestor, Waldson Carlos Menezes (PT), o Kçulo. De acordo com Dermival, que define o prefeito como “um petista genérico”, a cidade está “largada, lixo pelas ruas, tudo abandonado”. A reportagem do BN fez diversas ligações para a prefeitura, mas nenhuma foi atendida. O celular do prefeito estava na caixa. Em telefonema para a casa do pai de Waldson, uma funcionária que não se identificou atestou se tratar da residência do patriarca e confirmou que o alcaide “deve estar” em Jequié. O petista foi derrotado nas urnas por Valter Júnior (PCdoB), o Nego, por uma diferença de apenas 11 votos. Dermival Souza alega que o atual gestor “transferiu mil e cem votos” de Jequié para Itamari, motivo pelo qual a margem de frente teria sido pequena. “Nego ia ter de 500 a 600 votos de frente”, disse o dirigente comunista ao BN, ao ressaltar que considera “estranho” o fato de a população da cidade ser inferior a oito mil habitantes e ter “sete mil eleitores [6.844, segundo o TSE]”. De acordo com o censo 2010 do IBGE, 7.904 pessoas vivem no município. Kçulo é investigado pelo Ministério Público de Gandu por compra de votos em Itamari.

0 comentários: